Artigos

A Importância da Gestão de Mudanças para sua empresa 

AImportanciadaGestaodeMudancasparasuaempresa-20160401104216.jpg
 

31/03/2016 - Airton Carlini

Fico impressionado como muitas empresas e lideres ainda “torcem o nariz” quando o tema Gestão de Mudanças é abordado, e olha que eu já trabalho com isto há muito tempo e ainda não me acostumei com o fato.

Escuto a todo momento que o mais importante nas organizações são as pessoas. Todo mundo diz isto, como se fosse alguma novidade ou algo extraordinário ou inédito. Desde que o mundo é mundo é assim. Só descobriram isto agora?

Na última semana estive num ótimo evento chamado KES. Trata-se de uma plataforma voltada para Inovação e Criatividade. Após uma Palestra inicial, os participantes foram divididos em grupo para discutirem alguns assuntos.

Havia pessoas dos mais diversos segmentos. Começou o bate-papo e o que ficou claro logo de início é que os motivos para não se inovar ou transformar as empresas estava relacionado a uma falta de cultura empresarial voltada a inovação e ainda ao fato das dificuldades das pessoas em mudar.

Quando é que os líderes das empresas vão perceber a importância de se trabalhar com as pessoas para que elas entendam os motivos e os benefícios das mudanças?

Se elas não entendem porque devem mudar, elas não mudam. Quantas empresas gastam milhões despedindo pessoas competentes simplesmente porque não entendem as “dores” das pessoas? Já ouvi de líderes que não tem tempo para pensar nisto e se as pessoas não mudarem rapidamente, estão fora do jogo. Muitos discursam que pessoas são a prioridade número 1 das empresas. Poucos realmente agem assim.

Faz sentido isto? Garanto que não. O custo é infinitamente maior de se treinar novos colaboradores do que simplesmente engajar pessoas que já conhecem a Cultura, as coisa boas e as coisas ruins das empresas.

Vamos parar de falar uma coisa e fazer outra. Se de verdade as pessoas são o seu principal diferencial e pode ter certeza de que são, permita-lhes errar. Quem não era não inova. Quem não inova não erra. Perfeito. Só que perde mercado com uma rapidez que muitas vezes levam as empresas a fechar suas portas.

Voltando ao evento citado, ouvi, não de um, mas de vários profissionais presentes, que inovar em grandes empresas é muito difícil pois não podem errar. Não sei isto é verdade uma vez que os problemas imediatos e de caixa costumam ser muito maiores nas pequenas do que nas grandes empresas mas, enfim, escutei isto.

Ai que eu quero chegar. Pode acreditar. As pessoas sofrem em processos de mudança. Umas mais outras menos, uns são mais agentes e se adaptam rapidamente, outros são mais resistentes e demoram mais. Flexibilidade é importante sem dúvida, mas isto não significa que ao final do processo de mudança, um resistente não seja mais competente e entregue mais para a empresa. Se você ajudar pode se surpreender.

Todo processo de mudança gera dúvidas, incertezas, perda de produtividade, medo do desconhecido e outros problemas relacionados a ela. Acontece que isto sempre acontece. E porque acontece sempre, é possível gerenciar e levar as pessoas a passarem por este processo do modo mais rápido e suave possível.

Desenvolva junto ao seu time um trabalho simples e muito eficaz de Change Management.

Nesta semana li uma frase do autor uruguaio, já falecido, Eduardo Galeano que reproduzo agora: “Somos o que fazemos, mas, principalmente, o que fazemos para mudar o que somos.”

De uma chance para as pessoas mudarem. Sua empresa vai ganhar muito com isto. Sucesso a todos.

Airton Carlini
Consultor e Palestrante associado ao Grupo Empreenda.
É colunista do Blog do Management da EXAME.com
http://grupoempreenda.com.br/airton-carlini/

Fonte: EXAME.com
 
Notícia, também, publicada no Portal www.cmconsultoria.com.br