Artigos

Alunos do Sesi de Rio Preto ganham prêmio de robótica nas Filipinas 

AlunosdoSesideRioPretoganhampremioderoboticanasFilipinas-20160615124539.jpg
 

15/06/2016 - Alunos conquistaram o prêmio de robótica contra projetos de 12 países.

Tema escolhido para representar durante campeonato foi a redução do lixo.

Os alunos do Serviço Social da Indústria (Sesi) de São José do Rio Preto (SP) estão comemorando a conquista do primeiro lugar no Campeonato Mundial de Robótica realizado nas Filipinas, que terminou na semana passada. Essa é a segunda vez que os alunos conquistam o prêmio durante um campeonato mundial.

Gener Little é o nome de um robô 100% brasileiro e que já ganhou admiradores pelo mundo. Ele foi criado pelos alunos do Sesi de Rio Preto para um Campeonato Mundial de Robótica. O tema do campeonato desse ano foi à redução do lixo. O robô foi feito com um controlador que simboliza o cérebro e dois motores usados para facilitar a locomoção do equipamento e sensores que ajudam na percepção do robô, diz o aluno Pedro Júlio Gonçalves Oliveira.

De acordo com o professor do Sesi Lucas Fernando Guzo, o robô "Gener Little" foi apresentado nas Filipinas e concorreu com projetos de 12 países. O robô rio-pretense ficou em primeiro lugar na categoria estratégia e inovação. Foi uma surpresa ganhar esse prêmio. Nós disputamos com vários países como a China e diversas equipes da Indonésia e Japão. Conquistar uma premiação dessas é um orgulho muito grande, afirma o professor.

A equipe que desenvolveu o robô possui oito alunos, com idades entre 13 e 16 anos. Muito do que foi apresentado durante o campeonato foi ensinado dentro da sala de aula. Estudamos muito, principalmente sobre o nosso projeto. Dentro do campeonato temos três áreas de atuação como a robótica, o projeto de pesquisa e o trabalho em equipe, diz a estudante Caroline Zanata Pereira.

Esse é o segundo prêmio mundial conquistado pelos alunos do Sesi de Rio Preto. No ano passado eles ganharam o concurso na Austrália. Ficamos felizes por tudo aquilo que conquistamos. Ainda mais quando vamos com intuito de aprender cada vez mais e ganhar dois campeonatos mundiais é algo gratificante, afirma o aluno Gabriel Alves dos Santos.

O robô pode executar tarefas como mandar resíduos para compostagem, provocar demolição sem prejudicar o meio ambiente e até separar lixo orgânico do reciclável. Os alunos do Sesi já se preparam para a realização de um novo projeto de pesquisa e uma nova equipe que será formada por alunos a partir de agosto.

Fonte: Do G1 Rio Preto e Araçatuba

Portal www.cmconsultoria.com.br

Figura: Google