Artigos

As duas melhores universidades da América Latina são brasileiras, segundo QS

AsduasmelhoresuniversidadesdaAmericaLatinasaobrasileirassegundoQS-20150612092355.jpg
 
 
 
11/06/2015 - País tem 79 representantes no TOP 300

Faculdade de Direito da USP - universidade lidera o ranking
A Universidade de São Paulo (USP) foi eleita a melhor universidade da América Latina pela 5ª edição do Ranking QS de Universidades da América Latina, seguida pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). A Pontificia Universidad Católica de Chile (UC), que esteve na mais alta posição do ranking nos anos anteriores, caiu para o terceiro lugar.


Nove das dez instituições de ensino melhor posicionadas por produção de pesquisa são brasileiras. No entanto, o Brasil teve um fraco desempenho no indicador de impacto de pesquisa, onde sua melhor universidade – a Universidade de São Paulo (USP) – ficou no 15º lugar.
 



A maioria das melhores universidades da região são vistas positivamente tanto pelos acadêmicos como pelos empregadores de todo o mundo. A USP, a UC, a Universidade de Chile, a UNAM e a Universidad de Buenos Aires atingiram pontuações perfeitas nas pesquisas globais de opinião da QS, feita com representantes da área acadêmica e com recrutadores. Da mesma forma, a Universidad Nacional de Colombia (13ª) também conseguiu a avaliação máxima nesses critérios.

Dentre os países melhor colocados, o Brasil e o Chile continuam domi nando o ranking, com o México, Argentina e Colômbia esforçando-se para acompanhá-los. A Argentina conta com três universidades dentre as 20 melhores, mas quase metade de suas instituições perderam posições este ano. Já a UNAM do México reconquistou sua liderança nacional, seguida pelo Tecnológico de Monterrey, ambas configurando entre as 10 melhores instituições. Enquanto 42% das universidades mexicanas melhoraram de posição, 37% desceram no ranking.

Das dez melhores universidades colombianas, metade caíram na lista, com a Universidad de Los And es Colombia descendo para a 17ª posição. Já a Pontificia Universidad Católica del Perú (19ª) surge entre as 20 melhores e 80% das universidades peruanas subiram no ranking.

A Costa Rica dispõe de três universidades entre as 100 melhores, com a Universidad de Costa Rica (21ª) detendo a melhor colocação. Por sua vez, a Venezuela emplaca quatro, lideradas pela Universidad Central de Venezuela (32ª), enquanto o Equador e o Uruguai possuem duas cada.

“As universidades do México, Argentina e Colômbia atingiram excelência em áreas específicas, mas ainda não possuem a mesma consistência que as melhores instituições do Brasil e do Chile”, afirma o diretor do departamento de pesquisa da QS, Ben Sowter. Ele aponta ainda um dos desafios para o futuro das universidades latino-americanas: “O alto número de estudantes por faculdade é um problema em grande parte das principais instituições de pesquisa da região”.

Vinte países estão representados no ranking das 300 Melhores instituições de ensino da América Latina. O Brasil é líder (com 79), à frente do México (47), Colômbia (41), Argentina (36) Chile (30) e Peru (16).
 

Fonte: administradores.com.br