Artigos

Capes sabia das denúncias de irregularidades na UFSC desde maio 

Capes-sabia-das-denuncias-de-i-20170918121250.jpg
 

15/09/2017 - Por meio de nota de esclarecimento divulgada na tarde desta quinta-feira, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Ensino Superior (Capes) informa que conhece as denúncias sobre "supostas irregularidades no programa Universidade Aberta do Brasil (UAB) junto à Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)" desde maio desse ano. A informação chegou à entidade por meio do corregedor da UFSC. Informou também que pediu acesso à apuração, mas não teve resposta da instituição de ensino.

Confira abaixo a íntegra da nota: 
"A propósito da operação da Polícia Federal, que investiga supostas irregularidades no programa Universidade Aberta do Brasil (UAB) junto à Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Ensino Superior (CAPES) informa que o programa é executado desde 2006. A atual gestão foi assumida em junho de 2016 e, esclarece que, em maio de 2017, tomou conhecimento pelo corregedor da UFSC das denúncias na referida instituição. A CAPES solicitou acesso à apuração, mas não obteve resposta da corregedoria daquela universidade.

"Ao tomar conhecimento da existência de uma investigação no programa de bolsas da UFSC, a presidência da CAPES determinou, imediatamente, a estruturação de uma comissão para acompanhar o programa com visita no local e solicitação de documentação complementar.


"É importante ressaltar que a atual gestão aprimorou, por meio da Portaria n° 183/2016, a regulamentação das diretrizes para a concessão de bolsas no âmbito da UAB e retomou as visitas técnicas de verificação do programa. Já foram realizadas, só este ano, mais de 30 visitas e, até dezembro, estão programadas outras 10.

"Ao receber a Polícia Federal, nesta manhã, a CAPES prestou todos os esclarecimentos solicitados. Assim como colocou à disposição as informações sobre a oferta do programa na UFSC e concedeu acesso a todos os sistemas de acompanhamento e controle interno.

"A gestão atual da CAPES reafirma a intenção de contribuir com a investigação no sentido de que o programa cumpra rigorosamente o seu papel de formação e continua comprometida com a qualidade da formação dos alunos que estudam por meio da educação à distância na UFSC."

Leia também: 
"Ele não tem participação em nenhum ilícito penal", afirma advogada de defesa do reitor da UFSC

Fonte: Portal dc.clicrbs

Fonte secundária: CM Consultoria

Figura: Logo/ Google.com