Artigos

Coach dá dicas para ajudar a não enlouquecer no ambiente de trabalho 

 

17/05/2016 - É preciso comportar-se adequadamente às exigências do gestor.

Descontroles e reclamações não são bem vistos nas organizações.

Com a crise no mercado de trabalho, a coach Andreia Rego afirma que os trabalhadores precisam aprender a lidar com as diversas situações de estresse. Segundo a psicanalista, é preciso comportar-se adequadamente às exigências do gestor, por exemplo, ou da área de atuação para manter o emprego e, o mais importante, ser feliz.

A fim de superar obstáculos, conflitos internos e até relações interpessoais ruins, a profissional elaborou seis dicas para não enlouquecer em algumas situações. Confira:

1- Evite descontroles. Não são bem vistos nas organizações
Quando o colaborador perceber que está estressado por algum motivo, a ponto de surtar, é válido procurar o líder direto para, quem sabe, acordar uma folga, alguns dias de férias, uma liberação mais cedo do trabalho, pois é fundamental identificar os sintomas físicos e emocionais, e até aonde vai o seu limite”.

Assim, ser verdadeiro consigo e com o líder possibilita uma melhor compreensão do que está sentindo e a relação direta se torna mais próxima. Em contrapartida, o líder também deve ser solidário e ajudar, dentro do possível. Se este já detecta no indivíduo sinais de perturbação, irritação ou distúrbios, pode buscar o diálogo e oferecer algum tipo de apoio.

2- Saiba dizer “não”
Conhecer seu processo diário e atividades traz mais segurança para definir o que é ou não possível em um determinado momento. “Se a todo o tempo só se diz sim, há grande chance de também se desenvolver uma irritação interna, pois, no final, perde-se a noção de prioridade e não se dá conta de todas as tarefas”, afirma a coach. Dizer sim querendo dizer não pode causar acúmulo de estresse, de acordo com a frequência que ocorra.

3- Faça pausas
Parece banal, mas é importante levantar-se por cinco ou dez minutos para tomar um café, uma água, movimentar as pernas, observar a vista da janela ou até mesmo conversar com quem se gosta.

Essas pequenas ações causam alívio, reduzindo o grau de exigência, inclusive, consigo mesmo. Há sempre coisas bacanas disponíveis para se apreciar ao longo dos dias e que passam despercebidas se não houver pausas durante uma atividade e outra.

4- Respeite a mente e o corpo
Fazer atividades físicas frequentes, ter hobby, encontrar amigos renovam as baterias e alimentam a alma.
Além disso, praticar respiração e meditação também contribui na oxigenação do cérebro, aliviando o trabalhador de estresse e trazendo bem estar.

5- Não seja super-homem ou mulher-maravilha
“Compreender seus valores, sua missão, suas crenças positivas, pontos fortes, qualidades é vital para definir sua essência e no que você precisa realmente seguir adiante”, diz Andreia.
É importante ficar claro que o trabalhador é um ser humano e não deve abraçar tudo a qualquer custo.

6 - Não reclame tanto
Já ouviu aquela frase “quem muito reclama, pouco faz”?. É comprovadamente improdutivo reclamar de tudo e de todos.
Quando reclamamos não percebemos as oportunidades e soluções. É preciso, antes de mais nada, olhar para o lado positivo da questão”, comenta a coach.
Se as coisas não estão bem, mude. A principal mudança deve vir de você mesmo.

Se o ambiente de trabalho não agrada ou é hostil, se não há motivação para continuar em um local onde você não é ouvido e tratado com respeito, crie alternativas, construa seu caminho, abrindo portas para novidades.
O novo acontece quando se busca por soluções e por uma vida que seja realizada”, finaliza a coach.

Fonte: Do G1 Campinas e Região - http://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/noticia/2016/05/coach-da-dicas-para-ajudar-nao-enlouquecer-no-ambiente-de-trabalho.html

Notícia disponibilizada no Portal www.cmconsultoria.com.br