Artigos

Em tempos de crise, MBA pode ser chave para o emprego

 
 
04/08/2015 - Taxa de desemprego em alta e preferência das empresas por profissionais com formação em gestão e estratégia tornam a educação executiva um cartão de visitas para o mercado de trabalho

POR IBMEC

Conteúdo de responsabilidade do anunciante do jornal 

Ter uma graduação no currículo deixou de ser uma garantia de trabalho. Com a taxa de desemprego no país em alta, atingindo a marca de 6,9% em junho, segundo a mais recente pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as qualificações educacionais são o maior trunfo de um profissional em tempos de crise. Atualmente, o número de pessoas em busca de uma vaga no concorrido mercado de trabalho já soma 1,7 milhão de pessoas.

Na outra ponta, empresas buscam executivos com perfil de gestão e capacidade para encarar o momento de turbulência econômica com criatividade, senso de oportunidade, liderança e eficiência. Nesse cenário, ter um certificado de MBA é apontado como fator de peso na decisão de contratação pelos diretores de Recursos Humanos. A conclusão, baseada em um levantamento feito pela consultoria Robert Half com 70 executivos brasileiros de RH, assinalou que para 68% dos entrevistados essa formação é relevante.

O estudo indicou ainda que 69% dos diretores entendem que cursos de especialização possibilitam uma visão de negócios mais ampla, que abrange todas as áreas da empresa. Outros pontos destacados levam em conta a oferta de oportunidades de networking e troca de experiências proporcionadas por uma pós-graduação. Desta forma, o MBA desponta como prioridade para quem busca uma nova colocação no mercado de trabalho ou um emprego melhor. Gestão & Negócios, Finanças, Direito e Administração Pública estão entre as áreas mais buscadas.

Quem busca vantagens na hora de conquistar um emprego ou obter oportunidades de desenvolvimento no universo corporativo, a decisão pelo curso e por qual instituição de ensino optar deve levar em conta aspectos como credibilidade da marca, perfil do corpo docente, programa de ensino, investimento financeiro e tempo a ser dedicado aos estudos.

Para ajudar nessa definição, conversamos com Renata Nogueira, coordenadora geral da Educação Executiva do Ibmec/RJ, que dá dicas para a escolha certeira do MBA:

FOCO NOS SEUS OBJETIVOS PROFISSIONAIS

É muito importante pensar em um curso que traga peso ao currículo, que vá complementar a carreira escolhida ou, quem sabe, apresentar e desenvolver conhecimentos para uma nova carreira.

O MBA não deve ser visto apenas como um argumento para conseguir aumento salarial. Apesar de gerar retornos financeiros reais, o que deve estar no radar é a projeção de um crescimento pessoal e profissional para os próximos 10 anos.

CONTATO DIRETO COM DECISORES DO MERCADO

Outro fator fundamental na educação executiva é a formação do corpo docente. Ter professores que são mestres ou doutores, mas também atuantes no mercado de trabalho faz grande diferença. Além disso, é importante que esses profissionais tenham experiência nas disciplinas que estão ministrando, como consultores, diretores, presidentes de empresas ou ainda advogados e juízes, entre outras posições de relevância. Assim, eles conseguem aliar a teoria à prática de forma a trazer para a realidade do aluno o que está de fato acontecendo no mercado de trabalho.

Além disso, receber boa orientação durante o curso de especialização pode ajudar na construção de uma carreira de sucesso. A escola de negócios tem a importante missão de contar com educadores capazes de exercer o papel de mentores. E neste sentido, a instituição de ensino de qualidade não só proporciona conhecimento ao aluno, mas também um ambiente propício ao networking.

Em um mercado de trabalho tão competitivo, a escolha de uma boa instituição para cursar especialização faz a diferença na hora de participar de um processo seletivo e ser recrutado pelas melhores empresas do mercado. Formar profissionais capazes de gerenciar uma empresa ou seu próprio ne gócio deve ser claramente o objetivo do curso, que busca aprofundar conhecimentos específicos, mas também desenvolver no aluno uma visão interdisciplinar sólida – diferenciais valiosos no momento da contratação de um profissional.

Outros aspectos que influenciam na escolha são a tradição da instituição de ensino, o programa do curso e a carga horária. Por isso, é essencial levar em conta o peso da marca no mercado, perfil do corpo docente e parcerias internacionais.

Ter uma acreditação internacional no currículo pode alavancar a carreira no exterior. Atualmente, todos os MBAs do Ibmec/RJ são certificados pela AssociationofMBAs (AMBA), uma autoridade imparcial sobre educação empresarial que reúne as principais e mais importantes instituições de ensino do mundo. Assim, o diploma do MBA do Ibmec/RJ é reconhecido por mais de 200 escolas de negócios em 70 países diferentes. Na hora de escolher a instituição em que vai cursar um MBA, leve em consideração se tem alguma certificação.

NETWORKING QUALIFICADO

A escolha de um MBA deve ser um momento muito importante na vida do gestor. Ele deve aproveitar a infraestrutura da escola, a troca diária com os professores e com os alunos para desenvolver o seu networking. Quando estão em sala de aula, as pessoas estão plenas, inteiras e procuram se desligar dos problemas e focar na aula, no aprendizado e no debate de ideias. O contato pessoal é muito importante, portanto, vale ser aproveitado.

ATUALIZAÇÃO

É importante que a instituição escolhida participe ou promova discussões sobre o mercado de trabalho. O Ibmec, por exemplo, realiza o ciclo de debates gratuitos "Carreira em Pauta" com os temas mais importantes para o crescimento profissional. Na quarta-feira, dia 05, Lucia Oliveira, coordenadora do Mestrado do Ibmec/RJ,doutora em administração e pesquisadora na área de empresas, falará sobre Empregabilidade. Outros temas serão tratados nos dias 11 e 18 de agosto. 
 
Fonte: O GLOBO