Artigos

Experimentos de universidade paranaense tornam mais fácil aprender física e matemática

Experimentosdeuniversidadeparanaensetornammaisfacilaprenderfisicaematematica-20160104111721.jpg

Quinta-feira, 31 de dezembro de 2015, 12h06

Melhorar a compreensão sobre a física e a matemática por meio de aulas experimentais é o objetivo do Fibra: Brincando e Aprendendo. O projeto de extensão do Departamento de Física da Universidade Federal do Paraná (UFPR) demonstra na prática que os fenômenos físicos não são tão complicados quanto parecem. Aulas sobre inércia, movimento, ondas e choques aproximam a teoria do cotidiano dos alunos.

Anualmente cerca de 8 mil alunos de escolas públicas e privadas da região metropolitana de Curitiba são recebidos no projeto. Os experimentos são coordenados pelos estudantes do quarto ano do curso de física da UFPR. Os futuros físicos não utilizam fórmulas, mas apenas demonstrações práticas. Nesse ambiente descontraído e lúdico, o raciocínio lógico-científico do aluno é estimulado, mostrando que aprender física pode ser divertido.

Por esse motivo, Beatriz Santana, 30, visita o projeto todos os anos. “Deixo minha datas já fechadas, espero só abrir o ano letivo para ver horário e turma”, afirma a professora do Colégio Estadual Flávio Ferreira da Luz, em Curitiba. “Gosto muito que os alunos coloquem a mão na massa, e no Fibra conseguimos fazer isso. Eles voltam para o colégio motivados a estudar física.”

Há cinco anos, quando conheceu o projeto, Beatriz levava somente os alunos do terceiro ano do ensino médio. Mas o sucesso dos experimentos de mecânica e cinemática foi tão grande, que a partir de 2012 as outras turmas do ensino médio começaram a frequentar o Fibra.

Alice Brito, 17, participou do projeto durante três anos do ensino médio. Para ela, ver ao vivo a geração de energia, levar um choque, ou fazer o cabelo levantar é muito divertido. “No Fibra, aprendemos a teoria brincando. Quase tudo que usamos hoje de tecnologia veio desses experimentos”, afirma a ex-aluna de escola particular.

A futura advogada conta ainda como os experimentos foram importantes para seu aprendizado. “Em 2014 caiu no Enem uma pergunta sobre o pêndulo de Newton, e eu só soube responder porque tinha visto o experimento na prática”, acrescenta a jovem.

A simulação do céu noturno é outra atividade interessante oferecida pelo Centro de Divulgação de Física da UFPR por meio do Projeto Astro. Em um planetário móvel, os alunos do nono ano do ensino fundamental assistem projeções sobre as constelações ao mesmo tempo que recebem orientações do alunos da UFPR. Essas experiências visam a popularização da ciência, incentivando estudantes para carreiras científicas e tecnológicas.

Serviços – Além do incentivo à ciência, a UFPR oferece gratuitamente serviços de assessoria jurídica nas áreas cível, penal, trabalhista e previdenciária. Durante o período letivo, também está disponível no campus universitário um pronto-atendimento odontológico. Serviços emergenciais e de odontologia social e preventiva, como por exemplo periodontia, prótese dentária, cirurgia, odontopediatria e implante dentário, são oferecidos à sociedade.

Já os alunos de graduação e pós-graduação do curso de psicologia realizam um acompanhamento psicológico individual. Crianças, adolescentes, adultos e idosos em situações de risco, perda, ou com dificuldades de aprendizagem, podem solicitar o serviço na secretaria do curso.

Outra iniciativa que busca aproximar a sociedade da comunidade acadêmica é o projeto do Núcleo de Comunicação e Educação Popular. Por meio de programas de rádio e TV e informativos impressos e on-line os estudantes promovem uma discussão sobre o papel e o sentido dos meios de comunicação em relação ao exercício da cidadania.

Entenda como participar do Fibra

Acesse a página da UFPR para conhecer os serviços disponíveis

 Entenda como participar do Fibra

Assessoria de Comunicação Social