Artigos

Professor: como lidar melhor com os alunos

Professorcomolidarmelhorcomosalunos-20150617134835.jpg
 
 
16/06/2015 - Veja como diminuir o medo e a ansiedade dos estudantes

Fonte: Shutterstock

Por muitos anos, a relação aluno-professor foi construída com base no medo, já que os estudantes eram punidos –inclusive com algumas agressões físicas- quando realizavam alguma atividade contrária às regras da sala de aula. No entanto, mesmo que o método de ensino tenha mudado, ainda há um resquício desse autoritarismo, que faz com que os alunos se sintam inferiores e amedrontados pelos professores.

Assim, os docentes precisam aprender a lidar com esses medos dos alunos e com diversas questões emocionais para que as aulas se tornem cada vez mais produtivas. O desafio é criar uma atmosfera de parceria, mas sem esquecer que o elo dessa relação é a obtenção de conhecimento.

A seguir, confira dicas para contornar essa situação:

1- Entenda os efeitos do medo
Em primeiro lugar você deve entender como o medo afeta o rendimento dos alunos, bem como as alterações físicas que ele causa, como aceleramento dos batimentos cardíacos. Assim, você será capaz de identificar mais facilmente quando um estudante está enfrentando o problema e terá mais propriedade para ajudá-lo.

2- Entenda que o medo pode ter relação com a vida fora de sala de aula
Tudo o que acontece no âmbito pessoal dos alunos pode impactar drasticamente no rendimento escolar e, por isso, você precisa perceber quando ele está com problemas para poder oferecer sua ajuda. Tente conversar com a pessoa e se mostre solícito para o que ela precisar, já que essa é a melhor forma de ganhar a confiança do estudante.

3- Ensine os alunos a lidarem com a ansiedade
Muitos estudantes têm grande dificuldade em realizar atividades nas quais sejam mais expostos, como discussões em grupo, por exemplo. Assim, você deve ensinar técnicas de relaxamento para os estudantes, para que consigam diminuir os graus de ansiedade e de medo que sentem em determinadas situações. Boas opções são exercícios de respiração e alongamentos.

4- Converse com os alunos fora da sala de aula
Para que os estudantes não tenham mais uma visão autoritária dos professores é ideal que você converse com eles fora da sala de aula. Invista em conversas pelos corredores da instituição de ensino, com um tom mais descontraído, para mostrar que você está aberto a ter uma boa relação com todos. Além disso, você pode mandar e-mails para a tur ma ou para aqueles alunos que têm mais problemas de aprendizagem, apenas para saber se o rendimento deles está melhorando.

5- Informe-se de recursos da instituição que possam ajudar
Várias escolas investem em programas cuja função é fazer com que os alunos se sintam melhores, diminuindo os níveis de estresse e de ansiedade. Assim, busque saber se eles existem onde você dá aulas e, se a resposta for negativa, procure maneiras que você mesmo possa utilizar nas aulas.

COMPARTILHE

Fonte: Universia Brasil