Artigos

Star Wars não só revolucionou a indústria do entretenimento, como traz lições de inovação para todo

StarWarsnaosorevolucionouaindustriadoentretenimentocomotrazlicoesdeinovacaoparatodo-20160202122618.jpg

 

Em uma galáxia nem tão distante, conheci Star Wars. Lembro bem de meu pai chegando em casa com aquela fita VHS (não existia Netflix nos anos 80), para assistirmos juntos a um novo filme. O primeiro Star Wars – A New Hope, devo ter visto quase uma centena de vezes, já que minha mãe colocava ele quase que semanalmente para rodar. Foi o início da minha inspiração com a saga. Depois disso, assisti a todos episódios, com especial predileção pelo Retorno de Jedi. Star Wars foi a minha maior influência de entretenimento na infância. Mais do que isso, foi um veículo de difusão de valores importantes como disciplina, amizade, luta e coragem.

 

Star Wars é mais do que um filme. É um grande negócio. A saga é, sem dúvida, um dos maiores fenômenos da indústria do entretenimento nos últimos 50 anos. Seus personagens são cultuados como heróis. Os resultados dos seis filmes são a maior prova de seu retumbante sucesso. E o lançamento do novo episódio, que deve faturar mais de 2 bilhões de dólares, permite traçar alguns aprendizados sobre gestão, negócios e inovação:

 

A revolução dos efeitos especiais: O primeiro episódio, A New Hope, que na realidade só recebeu esse subtítulo anos depois, dado que George Lucas não tinha nenhuma certeza da continuidade do projeto, marcou o nascimento da era dos blockbusters e do uso dos efeitos especiais como um atributo de diferenciação do produto.

 

Leia mais em 

 

https://endeavor.org.br/inovacoes-star-wars/

 

Figura: Google