Capacitação para servidores tem foco na melhoria de práticas educacionais

As inscrições estão abertas até o dia 23 de fevereiro em dois cursos de capacitação que estimulam práticas centradas na aprendizagem

Com o objetivo de fortalecer o desenvolvimento de práticas educativas por meio de ideias ou projetos que possam transformar e melhorar essas práticas nas organizações de ensino públicas no Brasil, o Ministério da Educação (MEC) abriu 1.626 vagas no projeto EduCA+. A iniciativa visa a qualificação de servidores da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, das redes estaduais e distrital, que atuam na Educação Profissional e Tecnológica. Ao todo estão sendo ofertadas 190 vagas para o curso Innovation Management Professional (IMP) e 1.436 vagas para o curso de pós-graduação lato sensu em Educação Digital.

As inscrições estão abertas até o dia 23 de fevereiro e a divulgação do resultado dos candidatos aprovados está prevista para o dia 24 de fevereiro. Poderão participar servidores dos Institutos Federais, Centros Federais de Educação Tecnológica (Cefets), Colégio Pedro II, Escolas Técnicas vinculadas às Universidades e escolas estaduais e do Distrito Federal que planejam a oferta do Itinerário da Formação Técnica e Profissional ou já ofertam Educação Profissional e Tecnológica. O EduCA+ também visa estimular as práticas de ensino que utilizam as possibilidades dos ambientes digitais para aprendizagem e das novas tecnologias para a construção do conhecimento, evoluindo as novas formas de ensinar. O projeto é uma parceria entre a Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec), do MEC, o Instituto Federal de Minas Gerais (IFMG), a Steinbeis-Sibe do Brasil e o Senai.

O projeto EduCA+ atua na promoção do diálogo e experimentação de práticas que criem condições estruturantes para o desenvolvimento de uma educação centrada na aprendizagem. O curso Innovation Management Professional (IMP) tem carga horário de 600 horas e está organizado em 10 módulos, de forma a impulsionar a implantação de projetos de inovação que envolvem a realização de aulas, gerenciamento de projetos e orientações personalizadas. Já a pós-graduação em Educação Digital será ofertada na modalidade a distância, com carga horária de 360 horas e período de aulas de 10 meses.

Saiba mais em:

https://www.gov.br/mec/pt-br/assuntos/noticias/capacitacao-para-servidores-tem-foco-na-melhoria-de-praticas-educacionais